03/08/2014

Fez frio. Um frio imenso.. Ao acordar senti medo de frio, medo de congelar o que tinha aqui por dentro e que andava meio cansado e por vezes meio gelado: meu coração. Fiquei preocupada com as coisas que me poderiam acontecer se ele não resolvesse voltar a ter pulso forte.. Sabe, ele anda tão fraquinho e um tanto desesperançoso. Mas não! Não me deixei ser pressionada pelos tantos pensamentos que me rodeavam. Coloquei um casaco, porventura o mais consistente que eu tinha. Era noite ainda e nem o sol surgira pra me deixar mais calma. Não deu, saí luta.. Já me é tão comum, tão rotineiro. Encolhi-me e a passos rápidos fui ao meu destino, com os braços protegi pra que ele não esfriasse mais. É, essa minha mania de proteger tanto..

Nenhum comentário:

Postar um comentário